ciume

Ciúmes…

Qual a medida certa do ciúmes?

Um pouco de ciúmes faz bem pra relação?

Quando o ciúmes torna-se excessivo?

A melhor maneira de tentar responder essas perguntas talvez seja começando a dizer o que é o ciúmes.

O ciúmes consiste em um conjunto de reações e emoções frente a uma ameaça que pode ser real ou imaginaria. Quando esse sentimento surge com o intuito de zelar ou cuidar da pessoa amada, tudo bem, isso é uma reação natural e esperada. O problema começa a surgir quando o ciúmes está sustentado em um sentimento de posse, egoísmo e depreciação, sentimentos estes que andam lado a lado com o delírio e a paranoia.

O ciúmes patológico ou doentio, aparece com esses sentimentos totalmente potencializados. Reações e comportamentos exagerados, irracionais, incontroláveis e muitas vezes invasivos. A cumplicidade do casal torna-se posse.

Comportamentos como mexer no celular e redes sociais, dar incertas no trabalho, ou seja, invadir uma parte da vida da outra pessoa que é privada e só diz respeito a ela, são muito comuns.

O que chama a atenção, é que a maioria das pessoas que apresentam esse tipo de comportamento “doentio”, no dia a dia levam uma vida “normal”, sem nenhuma outra dificuldade aparente e normalmente não admitem que o ciúmes que sentem é excessivo.

Num geral, o ciúmes patológico está relacionado com algum prejuízo em alguma etapa do desenvolvimento normal na infância e o sujeito acaba levando para a vida adulta essa forma de se relacionar.

Cito agora alguns comportamentos comuns em pessoas que apresentam ciúmes excessivo; desconfiança demasiada; frequentes questionamentos que muitas vezes são opressivos (Onde foi? Com quem estava? Quem estava lá? O que estava fazendo?); existe uma busca constante e frenética em confirmar sua confiança todo o tempo.

Com frequência em relacionamentos permeados pelo ciúmes doentio existe um ciclo vicioso onde o ciumento começa com a dúvida, passa para a desconfiança, em função disso normalmente ocorre uma briga onde são ditas coisas infundadas. Depois da briga aparece a culpa, normalmente o casal se reconcilia e surgem promessas como “não vou mais fazer isso” “eu vou mudar”.

O fato é, que este ciclo é algo que não é saudável, tanto do ponto de vista do ciumento, como do ponto de vista da pessoa que sofre esses ataques.

Se seu relacionamento está assim, o indicado seria buscar ajuda de um profissional qualificado.

Ciúmes patológico tem tratamento!!!


Se você procura Psicóloga (o) ou Psiquiatra em Porto Alegre entre em contato conosco e agende sua Primeira Consulta.

Atuamos com atendimentos a crianças, adolescentes e adultos assim como avaliação neuropsicológica, avaliação psicológica, avaliação de perfil comportamental e orientação vocacional/profissional.

Curta nossa Página no Facebook https://www.facebook.com/psicoaquiportoalegre

Siga nosso Instagram https://www.instagram.com/psicoaqui/

ou Ligue 051 99975-2605 /051 99286-9750

 

 

COMPARTILHE

Marque sua consulta